sexta-feira, 30 de junho de 2017

Abutres

Existem sempre os profetas da desgraça
Que tudo criticam
Que tudo maldizem     
Abutres sedentos
Comendo os despojos
No meio da desgraça
Da dor e desilusão...
Abutres macabros!
Sem escrúpulos
Sem vergonha
Apenas é só...
Com sede de sangue...
E poder.
Mário Margaride

Sem comentários:

Enviar um comentário