sexta-feira, 20 de maio de 2016

O ENIGMÁTICO AMANHÃ










Não sei o que nos espera o amanhã
Essa enorme montanha desconhecida
Onde ninguém sabe
 O que guarda dentro das suas entranhas
Dos seus vales e desfiladeiros
Sempre intrigantes.

Mas ao mesmo tempo
Desafiadora.
Assim caminhamos nesta estrada desconhecida
Sem nunca perdermos a esperança.

Que esse enigmático amanhã
Seja sempre, mas sempre…
Um lugar onde o amor
A amizade, a cumplicidade
A compreensão e a solidariedade
Caminhem sempre de mãos dadas.


Mário Margaride


20 comentários:

  1. Mário

    um poema que resulta quase numa oração.

    muito lúcido e bonito.

    bom fim de semana.

    beijinho

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga piedade pelo comentário. É sempre um prazer a tua vizita. Beijinho e bom domingo!

      Eliminar
  2. O Amanhã é uma esperança que se deseja pacífica e segura.
    Que a união das Almas seja de paz e Amor, para caminhar um mesmo caminho.

    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amigo sol, pelo comentário. Abraço e bom domingo!

      Eliminar
  3. o amanhã... tão distante e a um passo de nós. sem controle. apenas ansiedade...


    beijos no coração, meu amigo!
    um ótimo fim de semana pra ti!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga nany. É sempre um prazer a tua visita e o teu comentário. Beijinho e boa semana!

      Eliminar
  4. É como não saber o que está para lá da curva da estrada... por isso, uma parte significativa da nossa vida é feita em "condução à vista"...
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Bom resto de semana, caro Mário.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amigo jaime. É sempre um enorme prazer as tuas visitas e comentários. Um ótimo fim de semana. Abraço forte!

      Eliminar
  5. OLÁ MÁRIO

    MUITO OBRIGADO pela visita e comentário deixado.

    Belíssimas palavras as suas, com as quais concordo em absoluto:
    Não sei o que nos espera o amanhã
    Essa enorme montanha desconhecida
    Onde ninguém sabe O que guarda dentro das suas entranhas
    Assim caminhamos nesta estrada desconhecida
    Sem nunca perdermos a esperança.

    Magnífico poema, gostei imenso.

    Aqui admito que tenho andado afastada dos blogues.
    Há períodos nas nossas vidas que nos deixam assim,
    nem sei como os apelidar.
    Desmotivação, será?

    O que é certo é que já nada publicava neste meu blog: ORIENTEvsOcidente" desde Janeiro de 2015 - há 16 meses - muito tempo mesmo.

    Só que ontem, meramente por acaso fui procurar uns artigos e dei conta que era o seu 4º aniversário e pensei:
    Não posso deixar passar esta data sem fazer uma referência e decidi fazer um novo post.


    Para ver o meu post é neste link:
    http://orientevsocidente.blogspot.pt/

    Aguardo por si, Amigo!

    Beijinho

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. Olá Mário, que nunca percamos a esperança mesmo por caminhos tortuosos. Poema lindo que adorei. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
  7. o amanhã... vem sempre depois de hoje
    o amanhã...
    o acordar com o despertador e acaba sempre a acionar o despertador para o dia seguinte...

    ResponderEliminar
  8. Importante é nunca desistir da caminhada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é minha amiga. Obrigado, pelo comentário. Beijinho!

      Eliminar
  9. Belo!...Saudades Mário á quanto tempo....
    Abraço meu
    Lua de sonho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga lua! É verdade. À quanto tempo...É um prazer ver-te neste meu cantinho. Obrigado, pela visita e comentário. Beijinho!

      Eliminar
  10. O amanhã será sempre um enigma. Lindo poema que adorei. Mário tem uma boa semana e beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga rosa. Bom fim de semana. Beijinhos!

      Eliminar