sexta-feira, 15 de abril de 2016

HÁS-DE MORRER EMPANTORRADA!


A sala estava cheia
A mesa repleta das melhores iguarias
Uma mesa farta.
A Gula se instalou
Assentou arraiais
Comeu, comeu, comeu…
Até não poder mais.
Não satisfeita ainda
Mandou vir mais uns petiscos
E mais uma boa pinga.
Não parou de se saciar
Até cair para o lado
E adormecer
De tanto o estômago
Empanturrar.
Lá fora…
Famintos e ao frio
Pobres almas morriam de fome
Sem ter um pão sequer…para comer
A Gula, porém
Pouco se importa!
Que almas famintas
Desesperem
Morram
Enquanto esbanja
Se empanturra
Deite fora
O pão…
Que aquelas almas famintas
Podiam matar a fome.
Maldita Gula!
Hás-de morrer
Empanturrada
Sozinha

E espezinhada!

Mário Margaride


13 comentários:

  1. Morta de tanta fartura,
    A gula será passado.
    Quem a tem já não tem cura
    Nem sacia o esfomeado.


    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim é amigo Sol.

      Obrigado, pela visita e comentário.

      Abraço
      Mário

      Eliminar
  2. Tanta injustiça neste mundo em que vivemos....

    Bom fim de semana Mario !
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Lena.

      É sempre um prazer a tua visita.

      Beijinhos e boa semana!

      Eliminar
  3. Vim para conhecer e gostei! Vou seguir para não perder de vista :)
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Tita. Será sempre um prazer recebe-la aqui!

      Obrigado, pela visita.

      Beijinhos e boa semana!

      Eliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Pois, concordo de todo com a metáfora acerca da sociedade actual

    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade amiga são.. Vivemos nma socidade realmente assim.

      Obrigado, pelo comentário.

      Beijnhos e boa semana!

      Eliminar
  6. pois é... belas metáforas que o meu amigo soube bem escrever...

    beijinhos

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amiga Piedade pelo comentário.

      Beijinho e bom fim de semana!

      Eliminar
  7. Há os que comem tudo e os que não comem nada, seja na comida, no dinheiro, na saúde, na educação, etc., etc.
    E estas desigualdades não diminuem, antes pelo contrário, têm-se acentuado em todo o mundo.
    Excelente poema, parabéns.
    Bom fim de semana, caro amigo Mário.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  8. Assim é amigo Jaime. Esperemos que as coisas comecem a mudar.

    Obrigado, pelo comentário.

    Abraço e bom fim de semana!

    ResponderEliminar