segunda-feira, 9 de novembro de 2015

JUNTA À PRAIA

Junto à praia
O nosso olhar se prolonga
No horizonte quase infindável
Deste mar imenso
De um azul esverdeado
Que nos atrai
Nos fascina
Nos tranquiliza.
O nosso olhar
Se perde
Neste gigantesco palco
Onde o horrendo e o belo
Convivem lado a lado
Numa dança sem fim.
Neste implacável
Mas sedutor cenário
O nosso olhar se delicia e sacia
Na imensidão
Agora calma
Deste poderoso, mar.

Mário Margaride 

8 comentários:

  1. O mar oceano conjuga em si a alegria e a tristeza, sim...

    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga São, bom dia!

      Obrigado, pela visita e comentário.

      Beijinho e boa semana!

      Eliminar
  2. O mar é assim, atrai, fascina e tranquiliza.
    Gostei do seu poema, é magnífico.
    Tenha uma boa semana, caro amigo Mário.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amigo Jaime, pela visita e comentário.

      Abraço e continuação de boa semana!

      Eliminar
  3. Mário
    o mar e isso tudo que diz no seu belo poema.
    e eu também costumo dizer que o mar é a inspiração dos Poetas.
    boa semana.
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Piedade, boa tarde!

      Grato pela tua visita e pelo teu comentário.
      É sempre um grande prazer ter-te aqui neste cantinho.

      Boa semana!

      Beijinhos

      Eliminar
  4. O Mar é "fonte" de inspirações que não se esgotam para além da Marés.
    Lindo Poema, Mário.

    Abraço
    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, amigo Sol, pela visita e comentário.

      É um prazer ter-te aqui.

      Abraço forte!

      Mário

      Eliminar