quinta-feira, 6 de agosto de 2015

PUDERA EU SER

Pudera eu ser mar, poderoso e forte
Que nada teme, na sua vastidão imensa!
Pudera eu ser pedra que não ri nem pensa
Pudera eu ser vento, ser o vento norte!

Pudera eu ser trovão, com o seu poderio
Ser luz, ser sol, que ilumina a alma!
Uma alta montanha, um imenso rio
Trazer no seu leito, o amor, a calma…

Pudera eu ser mundo, enorme, imenso…
Tufão, poderoso, que arrasa, intenso!
Ser água que lava, o ódio, a miséria…

Ser fogo que aquece, a alma, o coração
Ser luz que ilumina, o amor, a paixão
Ser por fim…juiz, com justiça…séria!

Mário Margaride

 

2 comentários:

  1. Pudera e quem dera ser tudo isso. Lindo meu amigo. Beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Rosa, boa noite! Peço imensa desculpa de só agora responder. Mas, o meu pc voltou a pifar. Agora parece que está tudo ok. Agradeço o teu comentário e a tua visita a este meu cantinho.

      Votos de uma excelente sexta feira!

      Beijinhos!

      Eliminar