quinta-feira, 24 de novembro de 2011

NESTE MAR DE DESEJO



Neste meu corpo ávido de desejo

Onde o sangue ferve, em chama ardente

Na boca, transporto, este meu beijo
Que os teus lábios clamam docemente…


Como belo é o teu ser, qual obra de arte!

Estonteante forma, bela e pura…

Numa sede desmedida de ternura

Nele quero passear, por toda a parte…

Como desejo, amor, tanto, tanto!

Por entre as tuas ondas mergulhar…

Navegar suavemente, no teu mar


Neste mar de paixão, em frenesim

Ancorar o meu navio, e por fim…

Em ti adormecer…sobre o teu manto.


Mário Margaride

8 comentários:

  1. ...e os teus?! Belíssimos!

    Beijos meus em teu coração, meu amigo!

    ResponderEliminar
  2. Paixão, amor ardente, incandescente...
    Belo poema Mario..
    Gostei...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Mário

    Só encontro uma palavra que define o teu Soneto: FASCINANTE!...

    Parabéns, Amigo

    Abraços

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Poema muito bonito e totalmente fascinante!! Um grande beijinho,votos de um belo fim-de-semana!!

    ResponderEliminar
  5. Um belíssimo soneto...de um erotismo subtil...Deslumbrante!!!
    Bj

    ResponderEliminar
  6. Meu querido Mário

    Um poema que escorre amor e desejo em cada palavra, adorei e deixo o meu beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderEliminar