quinta-feira, 24 de novembro de 2011

NESTE MAR DE DESEJO



Neste meu corpo ávido de desejo

Onde o sangue ferve, em chama ardente

Na boca, transporto, este meu beijo
Que os teus lábios clamam docemente…


Como belo é o teu ser, qual obra de arte!

Estonteante forma, bela e pura…

Numa sede desmedida de ternura

Nele quero passear, por toda a parte…

Como desejo, amor, tanto, tanto!

Por entre as tuas ondas mergulhar…

Navegar suavemente, no teu mar


Neste mar de paixão, em frenesim

Ancorar o meu navio, e por fim…

Em ti adormecer…sobre o teu manto.


Mário Margaride

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

QUERO DIZER-TE, AMOR



Deixa cantar-te assim, versos de amor…
Que o meu coração te quer dizer!
Esculpidos com carinho e com fervor

Que nesta tela pintei, para te oferecer.


Têm sonhos, utopias e quimeras

Como nunca em algum dia, imaginei…
Tem flores, prados verdes, primaveras
Que na minha alma de poeta, eu sonhei…


Quero dizer-te, Amor, mas não ainda…

Que a tua boca, sedenta, é sempre linda

E dentro dela guarda, os beijos meus…


A cada toque teu, em cada beijo…

Há uma emoção intensa, há o desejo

De ficar, eternamente…nos braços teus!...


Mário Margaride